sexta-feira, 26 de novembro de 2010

QUE VENHA O NOVO


Esses dias li uma histórinha que me fez pensar em circunstâncias pelas quais passei e que no momento pareciam terríveis, mas depois se transformaram em bênção e em um rompimento do NOVO de Deus para a minha vida. Como estamos entrando em um ano NOVO, acredito que seja interessante para todos nós...


“Era uma família que morava num lugar ermo e pobre. Um dia, passa por lá um sábio, e conversa com o dono da casa. Ele confirma que a vida ali é muito difícil. Mostra os filhos descalços e barrigudinhos, o cachorro magro e sarnento, a terra seca…
- E como vocês sobrevivem? – pergunta o sábio.

- Bom, nós temos uma vaquinha. Todos os dias eu tiro o leite e dou para os meninos. O que sobra eu faço queijo e troco no armazém da cidade pelo feijão, a farinha, um pedacinho de carne…
"Naquela noite, depois que a família dorme, o sábio leva a vaquinha para a beira de um precipício, e joga-a lá de cima. Alguns anos depois o sábio passa pela mesma cidadezinha, e resolve procurar a família. O ranchinho havia desaparecido. No lugar fora construída uma bela casa, cheia de árvores e um lindo jardim florido. Pergunta pelos antigos moradores. O dono da casa então conta a história:
- Bem, éramos nós mesmos que morávamos aqui. Sobrevivíamos do que nos dava o nosso único bem, uma vaquinha. Uma noite, não sabemos o porquê, a vaquinha caiu no barranco e morreu. A solução foi ir à cidade e procurar um emprego. Comecei a trabalhar e o salário era suficiente para vivermos e mandar as crianças pra escola. A vida foi melhorando, os meninos cresceram e se formaram, e eu pude construir essa casa no lugar onde havia antes o nosso ranchinho…”



Que lição tremenda, não é mesmo? Às vezes tenho a sensação de que o próprio Deus é quem “empurra as nossas vaquinhas” precipício abaixo, para nos fazer depender dEle e ousar entrarmos no NOVO, no melhor que Ele tem para nós. Nos acostumamos com tão pouco, e na verdade, há muito mais amor para dar, talento a desenvolver, criatividade para fazer brotar idéias que jamais experimentaríamos se não fosse pela necessidade.
Também gostamos de manter o conforto e a comodidade das coisas do jeito que estão. Tudo funciona assim há tanto tempo… e não queremos mudar. Mas aí, a vaquinha desaparece, e precisamos reaprender a viver, a fazer as coisas de um modo diferente. É difícil em um primeiro momento, mas depois vem a recompensa de um NOVO estilo de vida, de uma NOVA experiência com Deus e com o próximo, de um NOVO olhar, uma NOVA unção, um NOVO toque, uma NOVA canção em nossas bocas.

Nesse ano passei por situações exatamente assim… A princípio tão desafiadoras, mas que se transformaram em um rompimento do NOVO de Deus em minha vida e ministério de louvor. E confesso que agora, entrando em 2010, aguardo ansiosamente pelos NOVOS desafios que terei diante de mim. Sinto que é melhor estar no NOVO, mudando o que for preciso, e recebendo de Deus a provisão, a instrução, a capacitação...  do que ser como água parada, sem vida, sem movimento. 
Então que venha o NOVO!

Confia os teus cuidados ao Senhor e ele te susterá, jamais permitirá que o justo seja abalado. Sl 55,22

Obrigada Senhor por falares tão claramente comigo!


*************************Jackeline Matos 
Minitério de Louvor e Adoração Água Viva