quinta-feira, 21 de junho de 2012

TÃO SOMENTE CREIA - PARTE 2

Tem momentos que nos deparamos com algumas situações tão difíceis,  ainda que não sejam diretamente conosco, mais com pessoas que estão em nossa volta. Mas... por um momento me senti tão pequena diante de algumas circunstâncias. E talvez você já tenha se sentido assim também, diante de alguém que talvez recebeu um diagnóstico de um médico, onde diz não haver mais solução. Diante daquela visão que contemplamos dentro de nosso confortável carro...  aqueles lugares feios me nossas cidades, onde vemos pessoas, até mesmo crianças se drogando nas marginais, em baixos dos viadutos. Há momentos que parecem que palavras nos faltam ou o chão desaparece debaixo de nossos pés. Outros nos contam suas histórias de vida onde seus lares são atacados por aquele que quer o fim dos lares, e assim escutam de seus cônjuges palavras como: “não te quero mais,” ou um filho ingrato  que vira as costas para seus pais.

De repente por um momento me peguei tão desesperançosa, perguntando para Deus, como poderia eu tão pequena e incapaz de mudar essas cenas por completo. Essas pessoas vivem em um verdadeiro Egito, estão completamente aprisionadas pela miséria, pelo pecado, outros aprisionados pelo dinheiro e outros ainda pela corrupção e injustiça em nosso país. Alguns eu sei que chegam a pensar que Deus muitas vezes não se importa, ou não os ama, pois se amasse não permitiria essas coisas. Mas então quero compartilhar algo para que você também possa trazer à memória aquilo que não somente traz, mas aquilo que é toda esperança.

Assim diz Hebreus 4: 14-16 ...
“Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado. Cheguemo-nos, pois, confiadamente ao trono da graça, para que recebamos misericórdia e achemos graça, a fim de sermos socorridos no momento oportuno.”

Esse nosso Deus se identifica com cada uma de nossas fraquezas, e a biblía nos fala muito mais, que Ele foi homem de dores e sabe o que é padecer. Ele foi traído e o mais desprezado entre os homens. Esse é Jesus. Por isso quando olhamos para o sacrifício de Jesus na cruz, e seu próprio povo dizendo: “Crucifica-o!” Vemos o quanto ele se importa conosco. Se eu com todas as minhas falhas e limitações, tenho desejo de ver a mudança na vida das pessoas, imagina Ele!

Então em meio a um momento repentino de desesperança por outras vidas, o Espírito Santo me tomou com palavras de ânimo de encorajamento, que me levarão a louvá-lo na tarde de ontem, e sai do meu trabalho maravilhada. Corri para sua casa e pude cantar junto com a igreja...
                    

Essa canção fala sobre o valor que Ele tem nos dado, e que Ele se importa com minhas e com suas fraquezas. Assim também como  os vazios do coração do homem. Fala do desejo que devemos ter de ser uma oferta suave para Ele, e ser na vida das pessoas o louvor que Ele deseja. Amém!
Jackeline Matos