sexta-feira, 9 de maio de 2014

"Assim faça no temor do Senhor, com fidelidade, e com coração íntegro."

É tão bom perceber que em nossos lares podemos ter paz, descansar das lutas e nos alegrarmos com toda provisão e cuidado do Senhor. Pude me atentar para isso, quando estava lendo que Davi em meio as suas muitas guerras, teve descanso em sua casa. Diz assim a palavra: "E sucedeu que, estando o rei Davi em sua casa, o Senhor lhe deu descanso de todos os seus inimigos em redor." (2Samuel 7:1). E dias depois, em meus devocionais, vejo outro rei que volta em paz para o seu lar... "E Jeosafá, rei de Judá, voltou em paz à sua casa em Jerusalém." (2Crônicas19:1).

Para que tenhamos essa paz, não só no conforto e aconchego do nosso lar, mas até mesmo em meios as lutas diárias, precisamos atentar para a instrução que Jeosafá deu para seu povo: "Agora, pois, seja o temor do Senhor com vocês; guardem, e façam; porque não há no Senhor nosso Deus iniquidade nem acepção de pessoas, nem aceitação de suborno."2 Crônicas 19:7

A grande diferença, o maior valor e a maior arma que o homem pode ter em sua vida pessoal, é o temor do Senhor, com fidelidade e com coração íntegro. Isso é o mais importante para se vencer as batalhas, ainda que diante dos homens possa parecer que você está perdendo, mas pelo contrário, tendo esse trunfo em sua vida, você só tende a ganhar e ter a verdadeira paz. Pois nessa batalha, não ganha quem chega na frente, mas ganha quem tem honra e a aprovação de Deus.

É fácil saber se temos agido dessa forma. Pare e pense, o que você faria se alguém lhe avisasse o seguinte: "Vem contra ti, uma grande multidão." (2Cr 20:2) Isso foi dito a Jeosafá, e sabe o que ele fez? Ele temeu, e pôs-se a buscar o Senhor. Será que temos feito isso quando nos deparamos com uma grande batalha a nossa frente? (2Cr 20:3). Uma das coisas que acho lindo nessa história, é que Jeosafá, após receber a notícia, além de temer, ele levou também todo o seu povo à se voltar e a pedir socorro ao Senhor.

Jeosafá foi um rei que não se desviou dos caminhos do seu pai e fez o que era reto ao Senhor. Contudo, teve dois problemas, um é que ele não conseguiu acabar com os altares idólatras, o povo ainda não havia firmado realmente o coração em Deus. E o outro, é que ele no final, fez um tratado para construir navios mercantes com Acazias rei de Israel, este que tinha uma vida ímpia. Então, por haver feito esse tratado, o Senhor permitiu que seus navios naufragassem, e não puderam sair para negociar. 2 Crônicas 20:36-37

Eu não sei quais tem sido as multidões e as batalhas a sua frente, mas tudo o que sei, é que devemos temer ao Senhor, sendo fiéis e com um coração íntegro. Pois só o Senhor sabe o que é melhor para nós.

Assim faça, para não afundar!
#TemordoSenhor #Princípiodosaber.

"O temor do Senhor é o princípio do conhecimento, mas os insensatos desprezam a sabedoria e a disciplina."
Provérbios 1:7



Jackeline Matos
jackelinematos.blogspot.com.br

"Para publicar com voz de louvor, e compartilhar todas as Tuas maravilhas. Salmos 26:7 "