terça-feira, 11 de novembro de 2014

PARA QUE ENTENDAMOS O "GRATUITAMENTE".

"Nós, porém, não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito procedente de Deus, para que entendamos as coisas que Deus nos tem dado gratuitamente." (1Cor 2:12)

Será que temos entendido o que Deus nos tem dado? Temos perguntado do por que e para que? É certo que não recebemos algo de alguém, muito menos de Deus, por nada, ou simplesmente por caprichos. 


Quando vemos algum anuncio que nos dê algo gratuitamente, principalmente que nos interessa ou que seja um bom negócio, vamos logo tratando de correr atrás da grande oportunidade. Deus, desde o início nos tem oferecido uma vida em liberdade, a oportunidade de vivermos dia a dia em novidade de vida, com paz e a eternidade que tanto almejamos. O que me admira não são aqueles que não querem tamanha dádiva, apesar de  que alguns já entenderam que é gratuita, até porque  todos receberam gratuitamente  também a liberdade de escolher. Mas o que me chama atenção, são os que já provaram e tem desprezado o valor por quanto Deus nos tem dado tantas coisas maravilhosas,  e para esses,  o sabor do privilégio de ser chamado  'amigo de Deus'  vai se apagando,  pois ao amigo é revelado muitas coisas,  e tudo isso gratuitamente. 


 Talvez possamos comparar tal admiração com a de Paulo... "Admiro-me de que vocês estejam abandonando tão rapidamente aquele que os chamou pela graça de Cristo, para seguirem outro evangelho que, na realidade, não é o evangelho. O que ocorre é que algumas pessoas os estão perturbando, querendo perverter o evangelho de Cristo." (Gálatas 1:6)

O total abandono do primeiro amor não é mais novidade, mas aos olhos de quem o abandona isso se faz parecer normal, até mesmo porque começam-se as desculpas, para si mesmo, de que se está muito bem com Deus, ou que existem altos e baixos na vida espiritual de qualquer um. E começam os pensamentos de "perseguições e julgamentos alheios". Chega um ponto que a desculpa que se usa para tal momento de apostasia, é que "Deus sabe" (e é claro que Ele sabe!), e isso se torna o escape.


Sabe onde está uns dos perigos do não entender o  'gratuitamente' de Deus? É em pensar que "se Deus já me deu, é meu!",  e se esquece que Deus dá, mas, muitas vezes nós mesmos desvalorizamos o imerecido presente, e colocamos em segundo plano. Assim vamos perdendo o desejo de agradecer, de servir, de ser fiel, de obedecer, da comunhão.

"Quem não aceita, ou já não consegue mais aceitar as coisas que vem de Deus, pois lhes parece loucura (agora), e não são (mais) capazes de entender, já não atentam para o que vem do Espírito de Deus." (1Cor 2:14)

Eu começo a ver que o 'gratuito' que Deus tem nos dado não deve nos fazer pensar em uma ilusória liberdade em servir a Cristo, mas nos deve fazer entender a cada dia o valor que jamais poderemos pagar. Precisamos escolher se desejamos a cada dia continuar com o presente que o Pai nos deu, e apesar de ser gratuito, entender e valorizar com nosso viver.


"Pois o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor." (Rm 6:23)

- Vale a pena entender o que Deus nos tem dado gratuitamente.
- Vale a pena lembrar do preço pago por mim e por você.
- Vale a
pena servir a Deus em todo tempo.
 
Jackeline Matos
jackelinematos.blogspot.com.br

"Para publicar com voz de louvor, e compartilhar todas as Tuas maravilhas." Salmos 26:7