quinta-feira, 6 de novembro de 2014

SERÁ SE CREMOS?

Ouvimos muito os desejos dos crentes, ou seja daqueles que creem por si, e até mesmo pelos outros, dizendo: "Tenha fé vai dar certo!", "Eu creio que vou conseguir", "Não tenho dúvidas que isso logo vai passar". A verdade é que nossos desejos nem sempre refletem aquilo que verdadeiramente cremos. E outras vezes não nos comportamos diante de algumas situações da maneira que deveríamos, mediante a fé que afirmamos ter, e de fato temos, mas acabamos esquecendo ela por minutos ou até por segundos.

Estava refletindo nisso ao ler a resposta do pai que tinha um filho endemoniado (Mateus 9:14 - 24), onde o pai primeiramente suplica a Jesus dizendo: "Mas se podes fazer alguma coisa, tem compaixão de nós e ajuda-nos". Jesus responde: "Se podes? Tudo é possível ao que crê". Imediatamente o pai do menino exclamou: "Creio, ajuda-me a vencer a minha incredulidade." Você pode observar que na última frase, o pai do menino diz CRER e logo em seguida pede que Jesus o ajude em sua INCREDULIDADE. Engraçado que às vezes nos comportamos assim e nem percebemos. Dizemos crer, mas basta olharmos para a situação e já não cremos mais. Ao mesmo tempo que estamos tão confiantes ali na presença de Deus, basta um breve momento na presença do problema para não crermos mais.

Então deixo aqui uma decisão que teremos que tomar todas às vezes que formos convidados a responder a pergunta: "Você crê?"  Você pode ir até a lista dos seus problemas e ficar se lamentando e até mesmo observando como eles são GRANDES, e que talvez não de certo mesmo. Ou pode lembrar das palavras que Jesus disse a esse pai, e então seguir crendo no DEUS que é MAIOR DO QUE TUDO, que opera o IMPOSSÍVEL. Ops! O impossível é para aqueles que CREEM. Foi isso que Ele disse, não é mesmo?!

E se sua resposta tiver alguma vírgula depois do "CREIO" como na resposta desse pai, não esqueça de ser verdadeiro consigo mesmo e então terminar sua frase com um pedido, "ajuda-me a vencer a minha incredulidade." E que logo essa vírgula possa ser trocada por um ponto de exclamação, para que você possa dizer: "CREIO!"

Lembre-se: A questão não é o tamanho da sua fé, pois como Jesus mesmo disse, ela pode ser até mesmo do tamanho de um grão de mostarda, o que não podemos, nem por um instante, é ousar em passar na rua da incredulidade, pois é lá que muitos tem esquecido sua fé, e depois fica ainda mais difícil voltar para encontrá-la.

"Alguns confiam em carros e outros em cavalos, mas nós confiamos no nome do Senhor nosso Deus."
Salmos 20:7



Jackeline Matos
jackelinematos.blogspot.com.br

"Para publicar com voz de louvor, e compartilhar todas as Tuas maravilhas." Salmos 26:7